Página Inicial      Sobre      Quem Somos

APROSOJA BRASIL

A Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil) é uma entidade representativa de classe sem fins lucrativos, constituída por produtores rurais ligados à cultura de soja. Seu objetivo central é unir a classe, valorizando-a.

A sede da Aprosoja Brasil é situada em Brasília, mas a entidade mantém canal de comunicação aberto com os sojicultores brasileiros através das entidades estaduais dos produtores de soja a ela associadas dos principais estados produtores de soja do país.

HISTÓRICO APROSOJA BRASIL

A Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil) nasceu da iniciativa de produtores de diferentes regiões produtoras do Brasil região Centro-Oeste, tendo sido fundada no dia 11 de março de 1990.

Porém, naquele momento, as lideranças do setor ainda não estavam preparadas para organizar uma entidade nacional e partiram para organização nos estados hoje expoentes do agronegócio nacional da Região Centro-Oeste e Sul do Brasil.

A partir de 2005, com o surgimento de entidades estaduais organizadas e estruturadas, o projeto da Aprosoja Brasil foi resgatado e a entidade passou trabalhar as principais pautas de cunho nacional dos sojicultores.

Em 2007, entidade já contava com 5 entidades estaduais e seis anos mais tarde, se consolidou com 16 Aprosojas e passou a representar mais de 90% da área plantada de soja do país.

Durante os estes anos, com pragmatismo e profissionalismo, responsabilidade e comprometimento com a sustentabilidade da sojicultura nacional, a entidade conquistou um espaço especial na representação dos produtores de diferentes regiões do país.

Atualmente compõem a Aprosoja os estados do RS, SC, PR, MS, MT, GO, SP, MG, TO, PI, BA, PA, RO, RR, MA e AP.

VALORES ESSENCIAIS

Ética – Praticamos o tratamento igualitário de associados, buscando benefícios coletivos e integridade das informações com regras claras de governança;

Transparência – Promovemos a divulgação clara e objetiva dos resultados das ações para os associados de forma acessível, com austeridade financeira;

Respeito à propriedade – Defendemos a segurança jurídica da atividade rural;

Valorização do associativismo – Incentivamos o fortalecimento e o estabelecimento de associações e cooperativas;

Profissionalismo – Trabalhamos em equipe, com comprometimento e seriedade;

Gestão Democrático-participativa – Incentivamos a participação de todos os associados nas decisões da entidade;

Responsabilidade socioambiental – Defendemos o desenvolvimento sustentável baseado em critérios científicos e práticas responsáveis de produção.

CULTURA ORGANIZACIONAL

A Aprosoja Brasil não atua nas responsabilidades individuais dos produtores: sua ação é orientada para ocorrer sempre em prol do coletivo, desenvolvendo ações e estratégias que possam beneficiar a maioria dos produtores do Brasil.

Seu trabalho é pró-ativo e visa alterações e aperfeiçoamento em leis, decretos e marcos regulatórios, assim como busca manter participação ativa na formulação da política agrícola. Sempre que possível, atua em parceria com outras entidades para garantir que as instituições públicas e privadas cumpram seu papel na cadeia produtiva, respeitando as leis existentes.

Seu modelo de gestão é baseado em Comissões de Trabalho – fóruns de discussão coordenados por membros da diretoria e profissionais de áreas específicas. Se relaciona com os produtores por meio das associações estaduais, proporcionando um trabalho que vai ao encontro das necessidades existentes no Brasil.

INSTITUCIONAL

MISSÃO

Garantir a competitividade e a sustentabilidade dos produtores de soja do Brasil.

VISÃO

Ser a legítima representante dos produtores de soja, reconhecida por sua liderança, resultados e relacionamento com o associado.

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

 Fortalecer a entidade através da interação efetiva com os produtores de soja, da gestão estratégica de seus recursos e autonomia  financeira.

 Fortalecer a imagem da produção e do produtor rural como agentes fundamentais do desenvolvimento social, econômico e ambiental.

3º Trabalhar para a redução dos Custos Logísticos de modo a viabilizar o escoamento da produção agroindustrial para os mercados consumidores no Brasil e no mundo.

 Fortalecer o Cooperativismo e o Associativismo como alternativas de melhoria de renda ao produtor através do ganho de escala e agregação de valor.

Articular para a criação e o aperfeiçoamento de Políticas Agrícolas voltadas a melhorias no crédito, comercialização e renda do produtor.

Promover melhores práticas na Produção Agrícola, acompanhando qualidade e custo dos insumos e promovendo o uso de tecnologia, com foco em eficiência e competitividade.

Trabalhar para construir uma governança pública e privada garantindo a Sustentabilidade sob o aspecto social, econômico e ambiental.